theme by d-esvaneio com design de um-grande-idiota
com detalhes de sociedadeemdeclinio
E as vezes ela é fria, mas não faz por querer. A vida muito judiou-a e agora ela simplesmente não sabe o que fazer com os fragmentos que lhe sobraram. Com medo de tirarem o que lhe resta, ela se esconde.
Haverão dias em que tudo o que você vai querer é matá-la. Mas, seja paciente e lembre-se que esse ela mesma carrega um presságio de morte.
Haverão outros dias, no entanto, que você a amará demais. E mesmo que ela diga que não, pode acreditar, estará mais do que feliz em receber todo o amor que você tem a oferecê-la.
E lembre-se: mesmo que ela se faça de forte, tem medo. Mesmo que pareça feliz, há de ter seus momentos de desespero. Mesmo que ela pareça fria, morreria vinte vezes apenas para te ver sorrir.
Ela não é uma má pessoa, é apenas uma pessoa maltratada e assustada. Mostre-se presente exatamente quando ela não merecer, pois será quando ela mais precisa.
Não tem segredo, é só cuidar dela como um passarinho com as asas quebradas. E nunca se esqueça de que, o objetivo de um pássaro com asas quebradas é um dia voltar a voar. Ele jamais se esquecerá de você, sempre lhe será grato, mas precisa ser livre. E para ser livre, precisa de ajuda. Exatamente como ela.

Posted 1 August 2013, 12 months ago - 107,741 notes - reblog this post
(originally tkim90 / via burningveins)

Suas mãos tão habilidosas tocam-me sem pudor. Ah, e como eu aprecio a falta de tal censura. E a cada movimento seu, minha respiração torna-se mais descompassada, meus pelos insistem em eriçar, meu corpo começa a combustão interna que indica que, daquele momento em diante, eu sou sua. Inteiramente entregue. Só sua e de mais ninguém. E não haveria nenhuma outra pessoa no mundo com que eu gostaria de dividir tal momento. 
As batidas ritmadas do meu coração tendem a acelerar, fazendo com que tal órgão bata dolorosamente contra a minha caixa torácica. Nem todo o ar do mundo supre a necessidade vivendo em meus pulmões.
Meu Deus, você consegue me deixar a beira da loucura! Me faz implorar por você, pelo seu calor, pela sua pele…  
E o seu cheiro… Ah, o seu cheiro permanece em mim, em meus lençóis, em todo o meu quarto, mesmo depois de tudo já ter terminado há horas. E esse cheiro me alucina, completa o cenário de devastação que você causa em mim. Tira-me do sério. Tira-me de mim
Oh, sim, querido… Por favor, não pare; Assim, vai.
E a urgência em ser sua? Como se cada célula do meu corpo gritasse para que, por favor, eu te possa sentir inteiramente. Para que eu possa sentir seu suor, seu ardor, sua virilidade, seu gosto em meus lábios…
Isso… Isso…"
E o mais perto do paraíso que eu posso chegar é quando sua cabeça está entre as minhas pernas. Oh, meu Deus. Se existissem palavras para descrever essa sensação, que faz com que minhas pernas tremam, minha cabeça alucine, meu corpo seja selvagem e puramente instintivo, eu descreveria como: céu
Se você soubesse o quanto eu sou sua quando você é meu. Se tivesse como compartilhar mentalmente essa sensação de pertencer somente a você, essa vontade de te ter para sempre entre os meus lençóis… Talvez assim você compreendesse a urgência que eu tenho em te ter, toda vez que estamos nós três: eu, a cama e você
(Poison Glass)


Posted 1 August 2013, 12 months ago - 15 notes - reblog this post
tagged: bed  sex  sexo  sexy  delicious  PoisonGlass  OMG  boyfriend  namorado  meu  oh  você  eu  cama  lençóis  hot 
Eu quero te prender em uma parede qualquer, beijar cada centímetro do seu corpo, depois te abraçar e nunca mais soltar.
Reconstrui   (via engelberg)


Posted 30 July 2013, 12 months ago - 2,072 notes - reblog this post
(originally reconstrui / via engelberg)
Guardei pra mim porque ninguém entenderia. E mesmo se entendesse, eu não iria falar.
Thiara Macedo. (via extasedd)


Queridos amigos, entes amados, pessoas desconhecidas… Estamos todos aqui reunidos hoje para enterrarmos um sentimento que eu já julguei como sendo amor. 
Aprendi com o entra-e-sai da vida, que amor não é aquilo que nos forçamos a sentir, e sim aquilo que vem como uma brisa, vem aos poucos, vem com suavidade. É algo que é apenas uma semente, mas com o tempo vai crescendo e tomando-o por dentro, se enraizando em todo o seu ser, especialmente no seu coração. 
Por isso, caras pessoas, eu vim até aqui hoje me despedir de alguém que já não me tem mais importância. Alguém que eu julguei amar num passado não muito distante, mas que - recentemente - eu pude perceber que não era nada além de um afeto muito grande. 
Não sou ingrata, agradeço a essa pessoas por todas as boas memórias que eu pude compartilhar ao seu lado. Por cada momento de carinho, sendo esse mais ou menos acentuado. Venhamos e convenhamos, nós dois já fomos muito íntimos… Mas, isso não vem ao caso. 
É realmente vergonhoso que eu tenha feito de um amor juvenil, de um caso tão passageiro e singelo, algo tão melancólico e real. Perdoe-me, talvez eu só precisasse de algo para preencher o buraco do peito e te usei como rolha. Olha só! Estou sendo tão sentimentalista como uma pedra de gelo. Mas, seja como for, isso é uma despedida. Nunca fui boa nesse aspecto. Sei ser melodramática, sei ser romântica, sei ser poeta… Mas não sou boa com discursos finais. Por isso, vou poupar o mundo desse meu pouco e ralo talento. 
Agradeço à você, meu querido primeiro amor, por todos os momentos que passamos juntos. Vá em paz, siga o seu caminho, encontre a luz, seja feliz. Eu já achei uma maneira de recomeçar, só estava precisando sepultar esse sentimento que eu tinha por você, só precisava soltar o peso que você estava fazendo nas minhas costas. 
Um ótimo recomeço para você. 
Rest In Peace, amor que eu nunca senti. 
(Poison Glass)


Posted 29 July 2013, 1 year ago - 1 note - reblog this post

E assim, de maneira sorrateira, como quem não quer nada, você chegou de mansinho, e foi ficando, ficando, até que ficou por inteiro.
Roubou meu coração, roubou meus sorrisos, roubou toda a minha felicidade e tornou-se o responsável (i)legal de tudo o que me faz feliz. Tomou conta dos meus sonhos e fez dali sua moradia.
E como o mais frio e frígido ladrão traiçoeiro, de maneira muito sádica, fez com que eu gostasse de todo esse cenário. Fez com que eu quisesse que tudo me fosse levado.
"Pega! Pega o que quiser! Leva tudo. Só, por favor, não me mate de ausência tua."
(Poison Glass)


Posted 29 July 2013, 1 year ago - 1 note - reblog this post
tagged: love  mine  PoisonGlass  ladrão  amor  meu  coração 

Posted 25 June 2013, 1 year ago - 101 notes - reblog this post
(originally leaderofomaticaya / via leaderofomaticaya)