theme by d-esvaneio com design de um-grande-idiota
com detalhes de sociedadeemdeclinio
E as vezes ela é fria, mas não faz por querer. A vida muito judiou-a e agora ela simplesmente não sabe o que fazer com os fragmentos que lhe sobraram. Com medo de tirarem o que lhe resta, ela se esconde.
Haverão dias em que tudo o que você vai querer é matá-la. Mas, seja paciente e lembre-se que esse ela mesma carrega um presságio de morte.
Haverão outros dias, no entanto, que você a amará demais. E mesmo que ela diga que não, pode acreditar, estará mais do que feliz em receber todo o amor que você tem a oferecê-la.
E lembre-se: mesmo que ela se faça de forte, tem medo. Mesmo que pareça feliz, há de ter seus momentos de desespero. Mesmo que ela pareça fria, morreria vinte vezes apenas para te ver sorrir.
Ela não é uma má pessoa, é apenas uma pessoa maltratada e assustada. Mostre-se presente exatamente quando ela não merecer, pois será quando ela mais precisa.
Não tem segredo, é só cuidar dela como um passarinho com as asas quebradas. E nunca se esqueça de que, o objetivo de um pássaro com asas quebradas é um dia voltar a voar. Ele jamais se esquecerá de você, sempre lhe será grato, mas precisa ser livre. E para ser livre, precisa de ajuda. Exatamente como ela.
Adoro o jeito que ela faz eu me sentir, como se tudo fosse possível, como… sei lá! Como se a vida valesse a pena.
500 dias com Ela.   (via engelberg)


Posted 29 August 2013, 1 year ago - 57,345 notes - reblog this post
(originally recitarpoesias / via engelberg)

─ E como ele é?
─ Ele? Bom, ele é a primeira coisa que eu penso, logo pela manha. Eu mal abri meus olhos, mas já estou pegando o celular pra ver se tem alguma mensagem dele.
Falar com ele muda tudo, sabe? E nem ao menos são necessárias tantas palavras. Tudo o que eu preciso é ler um: bom dia. E, realmente, o dia começa bom.
Ele é do tipo romântico, mas de um jeito diferente. Ele não é como um herói de uma comédia romântica. Mas ele, certamente, é o tipo de cara que repara em tudo de diferente em mim. Me elogia quando eu estou maquiada, nota quando pinto minhas unhas, sabe quando uma roupa e nova ou não…
Ele se preocupa, ele é carinhoso e se faz sempre presente. A gente tenta se ver todos os dias e, acredite, eu consigo sentir saudades.
Engraçado, né? As horas que nos separam já são suficientes para deixar aquele gostinho de “quero mais”. Se bem que esse gostinho eu sinto desde o momento em que ele passa pela porta. É como se eu quisesse voltar o tempo e recomeçar nosso dia juntos.
Ele, com certeza, sabe ser estranho. Mas é um estranho bom: faz mil piadas e me dá mil motivos para sorrir. Do lado dele eu sempre me sinto completa e à vontade. Eu posso falar todas as merdas do mundo e agir da maneira mais esquisita o possível, e ele apenas vai rir e entrar na minha maluquice.
Ele sempre encontra novas maneiras de fazer com que eu me sinta especial. E isso me faz um bem inacreditável.
Estar com ele é como a sexta feira depois de uma semana cansativa. Ele é tudo o que eu sempre procurei em alguém.
As vezes me custa acreditar que eu finalmente o encontrei, sabe? Parece que um dia eu vou acordar e ele vai ter sido apenas um sonho. Mas se for um sonho, por favor, que eu durma pelos próximos mil anos.
Eu não trocaria o fato de estar com ele, por NADA nesse mundo. Ele é o meu: “eu queria que alguém me amasse assim”. Agora eu sei qual é essa sensação.


E assim nasceu o meu mais novo hábito: te observar. 
Gosto de te olhar quando sei que você não está olhando, pois gosto de ver você sendo você mesmo.
A maneira como move os olhos, como mexe em seus cabelos. A maneira como mordisca o canto dos lábios. 
Gosto de apreciar a sua beleza, de olhar seu rosto de todos os ângulos e encontrar em todos uma característica pela qual me apaixonar todas as vezes em que eu te olhar.
Amo vê-lo ao dormir. Quando sua mente está longe. Quando seus olhos estão fechados e você está tão sereno e descansado. Longe dos problemas mundanos, entre meus braços, onde eu sei que posso te proteger.
Adoro observar o subir e descer do seu peito, o barulho das batidas do seu coração, sua boca semi-aberta… 
Gosto de vê-lo pensando. Gosto de vê-lo falando. Gosto de vê-lo fazendo coisas simples. 
Talvez seja apenas o mal dos apaixonados: admirar tudo aquilo o que o outro faz. Ou talvez seja apenas você que tem um magnetismo que prende meus olhos, que incita a curiosidade em mim e que me faz querer saber tudo sobre você, para te trazer cada vez para mais perto de mim. 
(Poison Glass)



Posted 1 August 2013, 1 year ago - 109,088 notes - reblog this post
(originally tkim90 / via burningveins)

Suas mãos tão habilidosas tocam-me sem pudor. Ah, e como eu aprecio a falta de tal censura. E a cada movimento seu, minha respiração torna-se mais descompassada, meus pelos insistem em eriçar, meu corpo começa a combustão interna que indica que, daquele momento em diante, eu sou sua. Inteiramente entregue. Só sua e de mais ninguém. E não haveria nenhuma outra pessoa no mundo com que eu gostaria de dividir tal momento. 
As batidas ritmadas do meu coração tendem a acelerar, fazendo com que tal órgão bata dolorosamente contra a minha caixa torácica. Nem todo o ar do mundo supre a necessidade vivendo em meus pulmões.
Meu Deus, você consegue me deixar a beira da loucura! Me faz implorar por você, pelo seu calor, pela sua pele…  
E o seu cheiro… Ah, o seu cheiro permanece em mim, em meus lençóis, em todo o meu quarto, mesmo depois de tudo já ter terminado há horas. E esse cheiro me alucina, completa o cenário de devastação que você causa em mim. Tira-me do sério. Tira-me de mim
Oh, sim, querido… Por favor, não pare; Assim, vai.
E a urgência em ser sua? Como se cada célula do meu corpo gritasse para que, por favor, eu te possa sentir inteiramente. Para que eu possa sentir seu suor, seu ardor, sua virilidade, seu gosto em meus lábios…
Isso… Isso…"
E o mais perto do paraíso que eu posso chegar é quando sua cabeça está entre as minhas pernas. Oh, meu Deus. Se existissem palavras para descrever essa sensação, que faz com que minhas pernas tremam, minha cabeça alucine, meu corpo seja selvagem e puramente instintivo, eu descreveria como: céu
Se você soubesse o quanto eu sou sua quando você é meu. Se tivesse como compartilhar mentalmente essa sensação de pertencer somente a você, essa vontade de te ter para sempre entre os meus lençóis… Talvez assim você compreendesse a urgência que eu tenho em te ter, toda vez que estamos nós três: eu, a cama e você
(Poison Glass)


Posted 1 August 2013, 1 year ago - 15 notes - reblog this post
tagged: bed  sex  sexo  sexy  delicious  PoisonGlass  OMG  boyfriend  namorado  meu  oh  você  eu  cama  lençóis  hot 
Eu quero te prender em uma parede qualquer, beijar cada centímetro do seu corpo, depois te abraçar e nunca mais soltar.
Reconstrui   (via engelberg)


Posted 30 July 2013, 1 year ago - 2,073 notes - reblog this post
(originally reconstrui / via engelberg)
Guardei pra mim porque ninguém entenderia. E mesmo se entendesse, eu não iria falar.
Thiara Macedo. (via extasedd)